Cá em casa, Estilo de Vida

Setembro sem carne

Chegou a hora de vos falar da minha história com a alimentação.

Temos a AMAZÓNIA A ARDER

A alimentação que a maior parte das pessoas hoje em dia pratica, é a maior causadora do estado do Planeta. (HELLO…. Só temos 1, ok?)

O comodismo e desrespeito pelo ambiente levaram ao ponto em que estamos hoje: UM CAUS!

Conto-vos a minha experiência, pois é possível mudar.

A minha família materna e paterna (avós, avôs, tias, tios, prim@s) maioritariamente nasceu e cresceu no campo. Vive da agricultora, dos animais para comer, da pesca e da caça. Sei o que é tudo isto, e um pouco mais até.

Sempre fui muito apegada aos animais e ao campo, e também muito esquisita na alimentação.

Até que fiquei doente, 1 vez… 2 vezes… “melhorei” a alimentação.

Passaram anos. Na Universidade achavam que eu estava sempre em dietas, porque comia muita sopa, grelhados, massa e não comia bolos todos os dias.

Comecei a comer cada vez menos carne… Comecei a acordar para a vida (ler, ver, falar).

Decidi fazer uma experiência de um mês sem carne. Foi o que aconteceu em janeiro de 2015. Já la vão 4 anos, sem carne. Em 2016 decidi que também não iria comer mais peixe.

Consegui! É possível!

Cá em casa optamos por uma alimentação quase 100% vegetal. Assim como procuramos manter uma vida simples e amiga do Planeta.

Confesso-te: Estamos em guerra com o plástico ☹ (sugestões?)

#setembrosemcarnept

E é este o desafio que temos para ti:

Junta-se ao movimento #setembrosemcarnept

Temos a AMAZÓNIA A ARDER


Segue-nos no Facebook e Instagram

Adere ao grupo Quotidianices – Blog e Loja e Algarve para Crianças

Ps: Como eu e o RC fazemos anos em Setembro, se preferires encara o desafio como o nosso presente de aniversário. Nós agradecemos e ficamos felizes. Acredita. (comprovar com fotos)

Daniela

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *