Cá em casa

No meio político

Quando as pessoas percebem que sou do PAN, mudam de imediato o discurso. Começam as falar dos cavalos que viram e das colónias nas suas aldeias. Antes que avancem, interrompo realçando que o PAN é, como todos os outros, um partido político, não podemos fazer esse tipo de salvação.  Não somos nenhuma associação, sublinho.

As ditas pessoas olham para mim… insistem com o olhar…

Outras pessoas perguntam quanto (dinheiro) ganho.

Algumas delas como sabem que não respondo a este tipo de questões insistem mais um bocadinho, não vá eu descair-me.

 

Pois vos digo, ganho muito mais do que alguma vez pensei.

Só nestes últimos dias, a gaveta da autonomia aumentou e de que maneira.

Pois que tive de deixar as inseguranças de lado, pegar no carro e ir a caminho de Faro, tanto de dia como de noite. E eu que não gosto mesmo nada de conduzir de noite.

 

Faço parte de um partido que, tal como eu, acredita num Mundo melhor e é exactamente por isso que se rege.  Se não fosse este o mote, talvez eu nunca estivesse na política, e continuasse sem perceber nada de nada e a criticar negativamente. 

 

O que hoje acho fundamental, levei anos a não achar piada.

 

E não sou nenhuma expert. Mesmo.

Simplesmente vou entendendo como as coisas funcionam, da imensidão de regras que temos de cumprir.

A ouvir milhentas criticas. A ter sangue frio (esta já é antiga, senão já tinha um santuário)

Trabalho com o melhor que tenho, posso e consigo. Por amor!

 

Já agora podem ser a Lei dos Partidos Políticos, sempre bom.

 

PS: Grata por todas as mensagens de carinho e apoio ao Espaço PAN Faro.


Segue-nos no Facebook e Instagram

Adere ao grupo Quotidianices – Blog e Loja e Algarve para Crianças

Por um Mundo Melhor…

Daniela

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *